•   
  •   
  •   
  •   
Segunda Liga

Segunda Liga
Segunda Liga
Primeira Liga
Gilberto no onze da década da LigaPro!

2019-12-27

"Conheça os 11 jogadores que, na sua respetiva posição, somaram mais jogos na LigaPro, entre as épocas 2010-11 e 2019-20 Com o aproximar do fim de 2019, está prestes a encerrar-se mais uma década de LigaPro, repleta de emoções e imprevisibilidade, adjetivos que tão bem caracterizam esta competição. Ao longo deste período, nove vencedores diferentes lograram conquistar esta prova, que viu muitas caras conhecidas afirmarem-se como verdadeiras referências para o concretizar dos objetivos das respetivas equipas. É, por isso, altura de recordar os jogadores que mais jogos disputaram durante esta década, na sua respetiva posição, na LigaPro! Guarda-redes: Serginho Começando pela baliza, o nome de Serginho surge em plano de destaque, com 270 jogos contabilizados durante este período. O guardião natural de Souto, Santa Maria da Feira, é o atual titular do Varzim SC, e ao longo desta década alinhou, na LigaPro, ao serviço de SC Covilhã, Portimonense, FC Arouca, Gil Vicente FC e Santa Clara. No seu palmarés destacam-se as subidas de divisão obtidas com as camisolas de FC Arouca, em 2012-13, e Santa Clara, em 2017-18. Defesa direito: Mike Moura Já na direita da defesa ninguém somou tantos encontros como Mike Moura. O lateral de 30 anos alcançou um total de 195 jogos, ao longo desta década, depois de ter chegado pela primeira vez à LigaPro em 2013-14. Uma porta aberta pelo Santa Clara, clube que Mike representou ao longo de duas temporadas. Seguiram-se passagens por GD Chaves, SC Covilhã e, atualmente, A. Académica. O momento alto da carreira do defesa luso-francês ocorreu ao serviço do GD Chaves, onde participou na subida de divisão alcançada pelo emblema transmontano, na época 2015-16. Defesa central: Luís Pedro Aos 30 anos, Luís Pedro é o jogador no ativo que mais jogos contabiliza na história da LigaPro. Nesta década participou num total de 284 partidas, onde representou quatro emblemas distintos. A ligação mais duradoura aconteceu com a camisola do clube da sua terra, o SC Freamunde, onde cumpriu seis épocas. Seguiram-se passagens por Portimonense e FC Penafiel, antes do ingresso no Varzim SC, no início desta temporada. Na Póvoa de Varzim, Luís Pedro tem assumido um papel preponderante na boa campanha realizada, até ao momento, pelo conjunto poveiro. Defesa central: Accioly Já fora dos relvados, Accioly foi um dos nomes fortes nesta década de LigaPro, graças a uma longa ligação ao Santa Clara. Neste período, onde disputou 213 jogos, o antigo defesa completou um total de seis épocas consecutivas com as cores do Santa Clara, cujo ponto alto desta ligação aconteceu em 2017-18, data em que o emblema açoriano assegurou a subida à Liga NOS. A época seguinte foi a última da carreira de Accioly, que acompanhou a promoção da formação insular. Atualmente mantém ligação ao Santa Clara, onde integra a equipa técnica do treinador João Henriques. Defesa esquerdo: Igor Rocha O último elemento desta "experiente" defesa é Igor Rocha, jogador que atualmente alinha ao serviço do CD Fátima, do Campeonato de Portugal. O lateral esquerdo, de 35 anos, alinhou em 193 duelos neste período, com passagens por três emblemas distintos: CD Trofense, CD Feirense e Santa Clara. Curiosamente, o momento alto da carreira de Igor Rocha aconteceu em 2017-18, com o canhoto, natural de Vila Nova de Gaia, a fazer também parte da equipa do Santa Clara que carimbou passaporte para a Liga NOS. Médio defensivo: Pacheco O vértice mais recuado do meio campo é ocupado por Pacheco, jogador que, à semelhança de Igor Rocha, Accioly e Serginho, integrou o plantel do Santa Clara que alcançou a subida à Liga NOS, em 2017-18. Esse é mesmo o ponto mais alto duma longa ligação do médio, natural de Ponta Delgada, ao emblema açoriano - único clube que representou na LigaPro -, onde somou um total de 265 jogos nesta década. Aos 35 anos, Pacheco continua a competir, desta feita ao serviço dos açorianos do SC Ideal, no Campeonato de Portugal. Médio centro: Gilberto 2012-13. Esta foi a época em que Gilberto ingressou no SC Covilhã. Desde então, o médio formado no Boavista FC tornou-se numa verdadeira referência da formação serrana, onde detém, inclusivamente, o estatuto de capitão de equipa. Os 269 jogos disputados durante este período atestam bem a importância de Gilberto, que recentemente se tornou no jogador com mais jogos disputados na história do SC Covilhã. Médio centro: Robson Shimabuku O último elemento que integra a zona central do terreno é Robson Shimabuku, médio que alinha atualmente ao serviço do CD C. Piedade. Natural de Marília, São Paulo (Brasil), o criativo de 31 anos representou, neste período, Moreirense FC, Portimonense, FC Penafiel, CD Tondela e SC Freamunde, antes de ingressar no emblema da Margem Sul. Ao serviço destes emblemas, Robson disputou um total de 258 jogos, com 22 golos apontados. Avançado: Clemente Numa frente de ataque composta por três "matadores", Clemente é o primeiro nome a figurar na lista. O antigo avançado, natural de Ponta Delgada, representou UD Oliveirense, FC Arouca, GD Chaves, SC Farense e Santa Clara, com 64 golos anotados ao cabo de 281 jogos disputados. O grande destaque vai para as épocas 2012-13 e 2017-18, onde participou nas subidas de divisão alcançadas por FC Arouca e Santa Clara, respetivamente. Avançado: Pires O nome de Pires dispensa grandes apresentações. O avançado que atualmente pertence aos quadros do FC Penafiel é o melhor marcador da história da LigaPro, competição que por duas venceu, e onde se sagrou o "artilheiro máximo" em três edições. Predicados fortes, numa década em que o ponta de lança de 38 anos representou CD Aves, CD Feirense, Moreirense FC, Portimonense e FC Penafiel, num total de 260 jogos, com um impressionante registo de 103 golos. Avançado: Luís Barry O último nome desta lista é o de Luís Barry. O avançado de 37 anos, que atualmente atua ao serviço da AD Castro Daire, do Campeonato de Portugal, disputou um total de 253 jogos na LigaPro, com 70 golos apontados. Representou Atlético CP, UD Oliveirense, GD Chaves, CD Aves e Ac. Viseu, com as passagens por Trás-os-Montes e pela Vila das Aves a revestirem-se de especial significado, uma vez que terminaram em subida de divisão."

2020-02-05 - Benção Autocarro SCC
2020-02-01 - Sonho realizado!
2020-02-01 - JUNIOR ETOUNDI É REFORÇO!
2020-01-28 - GUI INTERS DE REGRESSO!
2020-01-23 - Rodrigo Martins reforça SCC
2020-01-19 - SC Covilhã empata em Faro
2020-01-11 - SC Covilhã vence Estoril
2020-01-05 - Equiba B vence Pedrogão
2020-01-05 - Leões da Serra voltam as vitórias
2020-01-02 - Casa Pia AC vs SC Covilhã
2019-12-31 - Feliz Ano Novo 2020
2019-12-29 - SC Covilhã 2-2 SL Benfica B
© 2020 SC Covilhã, todos os direitos reservados Política de Privacidade | Termos e Condições | FAQ'S | Desenvolvido por Assec Sim!